quarta-feira, 25 de abril de 2018



Vindo do dialeto tupi-guarani, “Arandu” significa um misto de sabedoria e conhecimento. A ideia do espetáculo é transpor o público por meio de um passeio poético entre as lendas amazônicas. Em cena uma Índia conta histórias da grande floresta em um universo lúdico e imaginário nas lendas “Do dia e da noite”, “Vitória Regia”, “Açaí” e “Fruta Amarela”. 

Dirigido pelo diretor e autor carioca Adilson Dias, que pesquisou durante um ano a cultural indígena e transcreveu as lendas transpondo-as para o universo teatral com: musica luz e movimento. O espetáculo é interpretado pela atriz macapaense Lucia Morais que se inspirou na própria infância ribeirinha no interior de Macapá para compor a personagem. 




O objetivo deste projeto é abrir uma reflexão sobre a importância das tradições orais na formação da cultura brasileira. A idéia principal é transpor o público a um Brasil ancestral que traz na narrativa oral o veículo de perpetuação da cultura. O espetáculo “Arandu” vem contemplar e enaltecer a cultura indígena do Tupi ao Macro-jê desmistificando e valorizando um legado deixado por nossos antepassados. 




“Arandu Lendas Amazônicas” estreou no dia 7 De Abril no Centro Cultural Banco do Brasil com patrocínio do Banco do Banco do Brasil. Por conta do grande sucesso de publico o espetáculo teve sua temporada prorrogada por mais três semanas e foi noticia nos principais veículos de comunicação do país. Hoje o espetáculo segue seu fluxo com convites para apresentações no Brasil e no mundo, contando nossas lendas e valorizando nossa Cultura.